Prefeitura de Jundiaí lança Plano Municipal de enfrentamento da dengue

COMPARTILHE!

 Jundiaí lançou nesta semana o Plano Municipal de Vigilância das Arboviroses 2024-2025. O documento, que está disponível no site, apresenta uma série de medidas e protocolos adotados para o enfrentamento e a prevenção da dengue e, também, das arboviroses zika e chikungunya, doenças que podem se agravar e levar à morte.

“Desde o primeiro alerta de possível epidemia, o Município ampliou as estratégias para conter a transmissão da doença e garantir assistência à população. Essa é uma batalha de todos. É essencial que cada um olhe o seu quintal e elimine qualquer objeto que possa acumular água, além de fazer o descarte correto do lixo. O combate à dengue deve ser um pacto social, com cada um fazendo a sua parte. O mosquito não respeita muros”, ressalta o prefeito Luiz Fernando Machado.

A conscientização da população é uma das medidas previstas no documento

Na sétima semana do ano, o País soma mais de 653, 6 mil casos, com 113 mortes. São 321,9 casos por grupo de 100 mil habitantes. Em Jundiaí, o último Boletim de Arboviroses aponta que a cidade acumula 434 casos de dengue, sendo 320 autóctones, 82 importados e 32 em investigação para determinação de local de transmissão. 434 exames aguardam resultado.

Entre as medidas de contenção da propagação da doença, houve complementação no trabalho realizado pelas equipes da Vigilância em Saúde Ambiental (VISAM) e da Atenção Básica de vistoria nos imóveis para a verificação de possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti, de orientação aos moradores e de vigilância epidemiológica; foram adequados os serviços de saúde para a recepção dos casos leves e graves de dengue; efetuada a compra de insumos para o atendimento aos pacientes; e, também, estão ocorrendo mutirões para o recolhimento de inservíveis, campanhas envolvendo a mídia e ações de nebulização veicular em localidades com alta transmissão.

A Prefeitura, a partir da Sala de Situação da Saúde – montada em dezembro e composta por técnicos de diversas Unidades de Gestão da Prefeitura de Jundiaí -, monitora diariamente os dados para a adoção de medidas antecipadas e de forma transparente.

“Assim como fizemos na pandemia de Covid-19, nos preparamos para a oferta de assistência e estamos chamando a atenção da população. O que esperamos é evitar os casos e, para isso, contamos com o apoio de cada morador. O fator climático é favorável ao mosquito, mas se não tem água parada, ele não nasce. Infelizmente, levantamento mostra que 85% dos criadouros estão nas residências. A dengue, assim como as demais arboviroses, pode se agravar e levar à morte”, acrescenta o gestor de Promoção da Saúde, Tiago Texera.

Assessoria de Imprensa
Foto: Fotógrafos PMJ

SIGA NAS REDES SOCIAIS