Turismo de Jundiaí tem opções para toda a família no feriado da Independência

COMPARTILHE!

 No dia 7 de setembro de 1822, D. Pedro 1º proclamou o grito de independência às margens do rio Ipiranga e o Brasil se consolidou como uma nação independente. Desde 1946, por lei federal, a data é feriado nacional. Comemorado nesta quinta-feira (07), muitas pessoas emendam e aproveitam as atrações do turismo de Jundiaí para um momento de descontração em família ou mesmo de descanso e contato com a natureza.

E para o feriado prolongado pelo final de semana da Independência, o Departamento de Turismo, ligado à Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT) de Jundiaí, preparou a segunda rota com 40 opções de turismo e lazer imperdíveis para se fazer na cidade, mesmo para quem vai trabalhar. No feriado da Padroeira, dia 15 de agosto, o Departamento também preparou uma lista, que pode ser conferida neste link.

Café colonial é uma das opções para curtir o feriado

Segundo dados da Prefeitura, Jundiaí recebe mais de 1 milhão de visitantes por ano, com consumo médio de US$ 70 por pessoa/por dia. A variedade de atrações de turismo rural e interesses pelas rotas da cidade podem ser conferidas no site do Turismo Jundiaí. “Através de diversos programas de incentivo ao agronegócio e de preservação da natureza, temos auxiliado os produtores rurais a se fixarem no campo, e isso passa pela oferta de serviços de apoio especializado e programas de incentivo. Por isso, Jundiaí é uma das cidades mais importantes do estado na oferta de turismo rural”, lembra o gestor da UGAAT, Eduardo Alvarez.

“A diversificação do nosso turismo, que hoje contempla tanto espaços públicos quanto opções gastronômicas, amplia as opções para os visitantes e distribui melhor o fluxo que a cidade recebe, trazendo mais desenvolvimento para as várias regiões e bairros”, reforça a diretora de Turismo, Marcela Moro. Jundiaí, atualmente, tem oito rotas turísticas diversificadas espalhadas pela cidade.

A lista contém visitas a espaços públicos, como conhecer a história da antiga Fábrica de Tecidos Argos, na Biblioteca Municipal Professor Nelson Foot ou pedalar pela Rota das Frutas, que tem início no Parque da Cidade. E também conhecer cafés, restaurantes, bares e vinícolas de Jundiaí, e degustar tudo o que a cidade tem de melhor.

Biblioteca Municipal Nelson Foot é um incentivo à leitura nos dias de folga

40 opções de turismo e lazer para se fazer em Jundiaí no feriado

  1. Tomar um Café da Manhã Rural na Quinta dos Alves
  2. Fazer a visita monitorada e degustar as deliciosas cervejas da Giffa Cervejaria
  3. Passear de trenzinho na Adega Marquesin
  4. Degustar os chás da Art-Box
  5. Comprar um fetuccini de vinho na Tre Sorelle e preparar uma bela massa
  6. Experimentar o suco de uva da Marquesa de Santos, na Vinícola Oliveira
  7. Fazer uma trilha na Fazenda Japiapé
  8. Experimentar um tortei de abóbora no Restaurante Villa Brunholi
  9. Comprar queijos de cabra e doce de leite no Capril Capriolês
  10. Conhecer a ONG Mata Ciliar
  11. Experimentar o vinho de Niagara premiado da Adega Martins
  12. Fazer um colha e pague de frutas no Sítio Michelin
  13. Comer um delicioso e tradicional Torresmo no Bar do Pedro
  14. Receber uma massagem relaxante nos Jardins do Restaurante Rosas do Horto
  15. Se deliciar com um piquenique com vinhos na Adega Santa Cecília
  16. Se servir dos diferentes tipos de chope e curtir uma boa música no Open Tap
  17. Conhecer o ponto mais alto da Rota da Terra Nova, no alto do morro da Light, onde é possível apreciar as belezas da Serra do Japi.
  18. Pedalar pela Rota das Frutas, que tem início no Parque da Cidade
  19. Comprar as lindas peças do artesanato do Jundiaí Feito à Mão na Praça da Matriz, sempre na primeira semana do mês.
  20. Conhecer o casarão, do século XIX, na Fazenda Ribeirão
  21. Experimentar os morangos deliciosos do Bendito Quintal
  22. Participar de uma experiência de observação de astros no Sítio Serra das Paineiras
  23. Conhecer a produção de café do Espaço Carpe Diem
  24. Comer um risoto tradicional no Restaurante Spiandorello
  25. Comprar diversas delícias de Jundiaí no Empório Terra da Uva, no Mercadão da Ferroviários
  26. Conhecer o Museu do Café, na Fazenda Nossa Senhora da Conceição
  27. Fazer uma visita à sede da Fundação Serra do Japi
  28. Visitar as tradicionais Festas da Toca, Roseira, Caxambu, Terra Nova e Cidade Nova
  29. Conhecer a cripta da Catedral Nossa Senhora do Desterro
  30. Experimentar o Pão de Uva da Maziero Pães
  31. Provar as deliciosas geleias e biscoitinhos artesanais da Adega e Sítio Vendramin
  32. Vir para Jundiaí, pelo Expresso Turístico, revivendo a história do transporte ferroviário
  33. Degustar os vários tipos de mel comercializados pelo Apiário Rozati, que fica próximo à Estação Ferroviária
  34. Conhecer a história da Adega do Português, única vinícola com proprietários de origem portuguesa na cidade
  35. Comprar uma sidra da Cereser, diretamente na Casa Cereser, junto à Fábrica da empresa
  36. Fazer uma harmonização de cervejas na Academia Jundiaiense de Cerveja e Malte
  37. Experimentar um bombom de vinho da D’viez Chocolates
  38. Tomar um café moído na hora, no Vilarez Empório do Café, no Mercadão da Ferroviários
  39. Caminhar pela Rua Barão de Jundiaí, observando os diversos prédios com arquitetura de época
  40. Conhecer a história da antiga Fábrica de Tecidos Argos, na Biblioteca Municipal Professor Nelson Foot.

SIGA NAS REDES SOCIAIS